05 de Dezembro, 2018 às 15:50:00

Na manhã de terça–feira (4.12), policiais militares do Corpo Musical apresentaram o “Núcleo do Choro” na cidade de Nossa Senhora do Livramento/MT, município situado a 42 km da capital, Cuiabá. A apresentação aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social, e contou com presença de autoridades locais e a Ten. PM Emirella Perpétua Souza Martins.

O evento fez parte do projeto ‘Harmonizando para a vida’, que envolve cerca de 30 crianças e adolescentes livramentenses em situação de vulnerabilidade social. Vem da parceria entre a Prefeitura local, por meio das secretarias municipais: de Assistência Social, e de Cultura e Turismo, com o Governo do Estado de Mato Grosso, representado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública.

O Workshop contou com obras de artistas que construíram a história do Choro no Brasil, como Jacob do Bandolim, Pixinguinha e Chiquinha Gonzaga, entre outros e até mesmo composições do próprio Núcleo.

Na ocasião, além das apresentações das abras do Choro, os meninos e meninas, além de aprender, também tiveram a oportunidade de apresentar um pouco sobre o que já aprenderam no decorrer do projeto sobre instrumentos e técnicas vocais.

Para o sargento PM França, a apresentação em terra papa-banana deu oportunidade aos componentes do projeto e as pessoas ali presentes, maior proximidade e mostrar uma nova perspectiva de cultura e conhecimentos de outro gênero musical.

Como exemplo o PM destacou a musica Carinhoso de Pixinguinha que no ano passado completou 100 anos de autoria e história. “Carinhoso é conhecida como a música do século, como a música mais tocada, mais reproduzida e regravada. Sem falar que ela (Carinhoso) manteve-se inédita por mais de dez anos”, completou o PM.

A secretária municipal de Assistência Social Elizabeth de Oliveira conta que o Projeto Harmonizando para a vida teve seu início no mês de julho, e que de lá para cá só tem proporcionado alegria. Disse também que as crianças e adolescentes que participam do projeto já estão fazendo pequenas apresentações, “sem falar que temos duas participantes que estão concorrendo no Festival de Música da Feira É de Livramento”, acrescentou.

Segundo Elizabeth, “é gratificante perceber o poder que a música tem de transformar a vida das pessoas, com a disciplina, concentração, desenvoltura e aptidões. Esse Workshop organizado pelos próprios instrutores do projeto teve, justamente, a finalidade de despertar nos participantes o interesse pelo universo musical.”

O Núcleo

O Núcleo do Choro do Corpo Musical da PM foi criado em 2015. Ele trabalha pela preservação, desenvolvimento, expansão e aproximação do estilo musical com a população mato-grossense. Esse trabalho é feito por meio de repertório, composições autorais e apresentações para a sociedade mato-grossense.

História do Choro

O choro entrou na cena musical brasileira em meados e final do século 19, o gênero mesclava elementos da música africana e europeia e era executado principalmente por funcionários públicos, instrumentistas das bandas militares e operários têxteis.

De acordo com o jornalista José Ramos Tinhorão, crítico e pesquisador musical, o termo choro resultaria dos sons plangentes, graves (baixaria) das modulações que os violonistas exercitavam a partir das passagens de polcas que lhes transmitiam os cavaquinhistas, que induziam a uma sensação de melancolia.

O século 20 trouxe uma grande leva de chorões, compositores, instrumentistas, arranjadores, e entre eles, com destaque, Pixinguinha. O dia nacional do choro é comemorado em 23 de abril.


Fonte
Texto: Da Assessoria
Foto: Da Assessoria

Leia Mais: