09 de Maio, 2024 às 04:20:00
Legenda da Foto: Participaram agentes da Defesa Civil e da Secretaria de Desenvolvimento Rural

Servidores da Defesa Civil Municipal junto com os da Secretaria de Desenvolvimento Rural de Nossa Senhora do Livramento participaram na ultima quarta-feira (8/5) do Plano de Ação Emergencial (PAE), realizado pela Eletrobrás, na Usina de Manso, em Chapada dos Guimarães/MT. Segundo a empresa, a medida atende a uma exigência legal e também tem o objetivo de proporcionar mais segurança à população, não somente da região da usina, como de todo Estado, já que participaram agentes de defesas civis municipais.

As ações começaram logo cedo e se estenderam por todo o dia, com abertura oficial de alinhamento com as Defesas Civis e Agentes Envolvidos; Treinamento com voluntários para o Posto de Comando; Visita à Usina; Almoço; Instauração do Posto de Comando na UHE Manso; Deslocamento para os pontos PE03 e PE22, onde aconteceram, de forma simultânea, os simulados; Acionamento das sirenes e mais simulados; e Reunião de Encerramento na UHE Manso.

Os simulados permitiram avaliar o PAE, identificar pontos de fragilidades e oportunidades de melhorias, bem como integrar os diversos agentes envolvidos no plano. É importante destacar que, para a efetividade do PAE, é essencial a participação dos diversos agentes de forma coordenada, integrada e muito bem alinhada, assim, visando executar o exercício simulado da melhor forma possível, envolvendo e integrando todos os agentes necessários possíveis.

A Política Nacional de Segurança de Barragem, instituída pela Lei no 12.334/2010, atualizada pela Lei nº 14.066/2020, em conjunto com a Resolução Normativa nº 1.064/2023 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), estabelecem a obrigatoriedade de implantação do Plano de Ação de Emergência (PAE) das barragens associadas a usinas hidrelétricas.

O PAE é um documento que define os procedimentos e medidas que devem ser adotados em resposta à situação de emergência das barragens, visando salvaguardar a vida da população a jusante e mitigar os impactos.

“Fomos convidados a aprimorar exercícios práticos, através de simulações de situações reais de emergência da barragem e dos procedimentos que devem ser adotados nesta situação, claro, parte dos ensinamentos não serviu somente por tratar de barragem, mais sim para o nosso trabalho no dia a dia em nosso município”, destacou o coordenador da Defesa Civil de Livramento, tenente militar RR Izaías Silva.


Fonte
Texto: Assessoria
Foto: Assessoria

Leia Mais:

Privacidade